top of page

Vertiv Cria Microrrede com Solar e Hidrogênio para data Centers

Atualizado: 21 de nov. de 2023

Sistema está em prova de conceito na fábrica da empresa nos Estados Unidos.

Imagem: Divulgação

A Vertiv, fornecedora de infraestrutura para data centers, está desenvolvendo tecnologia de microrrede de energia elétrica voltada especificamente para o mercado dessas centrais de processamento e armazenamento de dados.


O desenvolvimento é uma parceria com a American Electric Power e está em operação para prova de conceito, em escala real, em fábrica da Vertiv em Delaware, no estado de Ohio, Estados Unidos.

A Vertiv, fornecedora de infraestrutura para data centers, está desenvolvendo tecnologia de microrrede de energia elétrica voltada especificamente para o mercado dessas centrais de processamento e armazenamento de dados.


O desenvolvimento é uma parceria com a American Electric Power e está em operação para prova de conceito, em escala real, em fábrica da Vertiv em Delaware, no estado de Ohio, Estados Unidos.

A Vertiv, fornecedora de infraestrutura para data centers, está desenvolvendo tecnologia de microrrede de energia elétrica voltada especificamente para o mercado dessas centrais de processamento e armazenamento de dados.


O desenvolvimento é uma parceria com a American Electric Power e está em operação para prova de conceito, em escala real, em fábrica da Vertiv em Delaware, no estado de Ohio, Estados Unidos.


O desenvolvimento é uma parceria com a American Electric Power e está em operação para prova de conceito, em escala real, em fábrica da Vertiv em Delaware, no estado de Ohio, Estados Unidos.


A microrrede se baseia em sistema solar fotovoltaico de 1 MW em corrente alternada e em célula a combustível de hidrogênio de 400 kW, além de sistema de armazenamento de energia em baterias (BESS, na sigla em inglês) da própria Vertiv, também com 1 MW de capacidade.


Além disso, para garantir a segurança da rede, demanda fundamental em data centers, há redundância com sistema de alimentação de energia ininterrupta (UPS), também da Vertiv, com bateria de íon-lítio.


Segundo a Vertiv, a microrrede reduz a vulnerabilidade às quedas de energia da rede elétrica ao usar diversos recursos de energia distribuídos conectados, com o BESS armazenando a energia para fornecimento conforme necessário.


Além da geração solar e da célula a combustível de hidrogênio, a microrrede também recebe energia da rede de distribuição.


A preocupação em criar a solução tem a ver com a crescente demanda energética dos data centers, cuja operação é ininterrupta e com tendência de aumento no consumo, tendo em vista o maior uso de inteligência artificial nas centrais.


Além disso, de acordo com a Vertiv, as microrredes podem ser usadas para reduzir a dependência da rede elétrica em relação à capacidade e disponibilidade de potência e para reduzir a partida dos geradores de backup a diesel.


“Nossos clientes estão avaliando o papel das microrredes e dos BESS para seus sistemas de alimentação de energia de missão crítica.


A criação de uma microrrede que atua tanto como um centro de experiência do cliente como um laboratório de testes de desempenho permitirá à Vertiv ajudar os clientes a decidir se uma microrrede e um BESS são adequados para seus data centers”, disse o vice-presidente sênior da Vertiv, Kyle Keeper.


Fonte: Fotovolt



Comments


bottom of page