top of page

Vallourec entra de sócia autoprodutora no Complexo Futura I

Fabricante de tubos industriais terá PPA para garantir 29 MWm durante um período de doze anos.

A fabricante de tubos industriais Vallourec assinou contrato com a geradora Eneva para entrar como sócia, na modalidade de autoprodutora por equiparação, do complexo solar Futura I, de Juazeiro, na Bahia.

Imagem

Imagem: Divulgação


Com início de operação neste ano, o complexo de 837 MWp recebeu investimentos de R$ 2,9 bilhões e pode ser expandido, com os parques Futura II e Futura III, para 2,3 GW de capacidade instalada.


O contrato inclui PPA com duração de doze anos, iniciados em setembro de 2023 e com término em dezembro de 2035.


No período, a Vallourec vai autogerar e consumir parte da sua necessidade de energia, o equivalente a um montante de 29 MWm, aproximadamente 25% do consumo total de suas instalações no Brasil.


A negociação foi aprovada, sem restrições, pelo Cade - Conselho Administrativo de Defesa Econômica.


A Vallourec tem investido em tecnologias e processos para desenvolvimento de fontes alternativas à energia não renovável, considerando metas para descarbonizar suas operações.


“A parceria com a Eneva para geração de energia renovável é uma importante iniciativa e vai ao encontro da nossa estratégia global de reduzir as emissões de gases de efeito estufa”, disse o diretor de vendas da Vallourec América do Sul, Rodrigo Rennó.


A Vallourec tem oito unidades fabris no Brasil. Em Minas Gerais, as unidades Barreiro e Jeceaba produzem tubos de aço sem costura, enquanto a unidade Florestal é responsável pela produção do carvão vegetal que abastece o alto-forno das unidades produtoras de tubos.


A empresa também conta no estado com operação de mineração, para suprir as necessidades de minério de ferro, e fábricas de tubos em São Paulo e Rio de Janeiro e de revestimento anticorrosivo no Espírito Santo.


Fonte: Fotovolt


bottom of page