top of page

Técnico em Segurança do Trabalho: O que faz? Quanto Ganha?

Nos últimos anos, a importância de um profissional de Segurança do Trabalho vem crescendo a cada dia que passa. Isso porque, com o avanço do uso da tecnologia, há também o surgimento de ameaças à saúde e a vida dos colaboradores.


É preciso então que um profissional crie planejamentos e faça a regulamentação de normas de segurança dentro das empresas.



Você conhecia a profissão de um técnico em segurança do trabalho?


O que faz um técnico em segurança do trabalho?


Um profissional formado em Segurança do Trabalho é capacitado para trabalhar exercendo as seguintes funções:


Formular, implementar e acompanhar a política de Segurança e Saúde do Trabalho (SST) dentro de organizações


Fazer a investigação de acidentes nos ambientes de trabalho


Fazer a solicitação e inspeção de equipamentos de segurança


Avaliar se a organização está atuando conforme as normas de segurança


Criar medidas preventivas para qualquer situação de risco que esteja acontecendo dentro da organização


Fazer uma análise de todos os dados sobre acidentes dentro da organização e propor soluções


Em que áreas o técnico em segurança do trabalho pode atuar?


O técnico em segurança do trabalho tem a oportunidade de poder trabalhar em diversas áreas e escolher a que melhor se encaixa em seus interesses.



Algumas das áreas mais procuradas são:


1) Trabalhar em hospitais

É preciso que haja um controle cuidadoso para evitar infecções dentro dos hospitais, e por isso o profissional formado em Segurança do Trabalho precisa propor e controlar o uso correto de ferramentas e outros equipamentos hospitalares, protegendo a saúde dos profissionais da área e também de seus pacientes.


2) Trabalhar em órgãos governamentais

Ao trabalhar em órgãos governamentais, o profissional de segurança do trabalho é capaz de criar planejamentos capazes de evitar acidentes e/ou doenças causadas pelo trabalho, melhorando a vida dos servidores públicos e garantindo um local de trabalho seguro. Além disso, o técnico consegue diminuir o número de licenças de trabalho por acidentes.


3) Trabalhar em empresas privadas

Pensando no melhor de seus colaboradores, é preciso que toda e qualquer empresa privada tenha um técnico em segurança do trabalho.


Isso porque este profissional será o encarregado de analisar todas as ferramentas e equipamentos usados nos processos, criando medidas de prevenção a acidentes.


Além disso, o técnico em segurança do trabalho também consegue fazer com que os gastos gerados por acidentes diminuam, permitindo que a empresa não sofra riscos econômicos graves.


4) Trabalhar em indústrias

Não importa qual o tipo da indústria que esteja trabalhando, o técnico em segurança do trabalho é um profissional indispensável.


Esses tipos de ambientes de trabalho costumam oferecer altos riscos à saúde de cada um dos colaboradores que, em casos graves, podem até mesmo levar à morte.


A metalúrgica, por exemplo, é uma área que precisa estar em contato frequente com máquinas pesadas e temperaturas altas, o que pode expor o profissional da área a riscos laborais graves. Por esse motivo, é preciso que haja uma regulamentação e normas capazes de garantir a segurança de toda a equipe envolvida.


5) Trabalhar em construção civil

Infelizmente, o setor de construção civil é um dos que mais ocorrem acidentes de trabalho no Brasil, com diversos níveis de gravidade.


O profissional de Segurança do Trabalho se torna então uma obrigatoriedade em todas as organizações da área, conseguindo com que os colaboradores usem equipamentos e ferramentas de forma segura.


6) Trabalhar com agropecuária

Um dos setores que a demanda por técnicos em segurança do trabalho está aumentando cada vez mais é a da agropecuária.


E isso se dá ao fato de que essas áreas estão passando a fazer mais uso de máquinas pesadas, feitas para ajudar na colheita e na plantação.


Nesse caso, é preciso que o profissional qualificado crie planejamentos que protejam os colaboradores, como indicar protetores e roupas para evitar queimaduras pelo sol e que evitem também contaminações por agrotóxicos.



O que é preciso para se tornar um técnico em segurança do trabalho?

O estudante que deseja iniciar na carreira de técnico em segurança do trabalho tem duas opções: se formar em um curso técnico ou em uma graduação tecnológica.


Para ingressar em um desses cursos de Segurança do Trabalho, primeiro é preciso que o estudante esteja com o Ensino Médio completo.


Após a formação, é necessário procurar a Secretaria Especial do Trabalho para emitir o seu Registro Profissional.


Com a certificação em mãos, você já está pronto para atuar como um técnico em segurança do trabalho. Simples assim!


Agora, se você procura ser um profissional indispensável, é preciso ter algumas habilidades básicas. As mais importantes são:


Boa comunicação

Conhecimento em liderança

Pensamento analítico

Rápido raciocínio

Flexibilidade / Fácil adaptação

O mercado de trabalho para um técnico em segurança do trabalho no Brasil

Se está procurando ter fácil ingresso no mercado de trabalho e muitas vagas, essa é a carreira perfeita para você.


Nos últimos meses, a profissão de um técnico em segurança do trabalho esteve com uma demanda alta, e permanece assim até o momento. Os segmentos que mais estão contratando o profissional da área são:


Instalação e/ou manutenção elétrica

Obras de montagem industrial

Construções de edifícios

Engenharia em geral

Transporte de carga rodoviário

Construções de rodovias e ferrovias

Ou seja, além de ser um curso rápido, você também ingressará no mercado de trabalho brasileiro de forma fácil e conseguirá crescer na carreira em pouco tempo.


Qual é o salário de um técnico em segurança do trabalho?


No Brasil, o salário de um profissional de Segurança do Trabalho chega a ultrapassar o valor de R$ 1.471,18. Já o teto salarial deste técnico alcança valores acima de R$ 6.070,04.



Vale ressaltar que esses valores podem variar dependendo da região do Brasil e não incluem possíveis promoções ou bônus, que podem aumentar o salário do profissional.


O que você irá estudar no curso de técnico em segurança do trabalho?

A grade curricular de um curso Técnico em Segurança do Trabalho depende da instituição onde você irá estudar, já que cada instituição irá abordar temas diferentes e em diferentes momentos. Porém, há algumas matérias indispensáveis e que são muito comuns. São elas:


Ergonomia

Técnicas de Prevenção

Gestão de Emergência

Perícias

Segurança na Construção Civil

Medicina do Trabalho

Saúde Ocupacional

Processos de Gestão

Psicologia do Trabalho

Proteção e Controle de Incêndios e Explosões

Sistemas de Qualidade e Meio Ambiente

Toxicologia Industrial


Kommentare


bottom of page