top of page

Super Bowl usa apenas energia solar fotovoltaica

A final do futebol americano foi suprida com 28 MWh gerados por UFV no deserto de Nevada.

  

A final do futebol americano, o chamado Super Bowl, realizada no dia 11 de fevereiro no Allegiant Stadium, em Las Vegas, em Nevada, nos Estados Unidos, teve toda a energia consumida durante o evento de origem solar fotovoltaica.


Imagem: Divulgação


Segundo informações do portal Business Insider, o time Las Vegas Raiders, proprietário do estádio, conta para isso com contrato de compra de energia (PPA) de 25 anos com a concessionária NV Energy.

 

O PPA, que garantiu 28 MWh de energia durante o jogo entre o Kansas City Chiefs e o San Francisco 49ers, envolve fornecimento de usina solar fotovoltaica construída no deserto de Nevada e que conta com 621 mil módulos solares, além de sistema de armazenamento de energia por baterias (BESS).


A usina da NV foi desenvolvida pela francesa EDF Renewables e tem energia suficiente para atender também outros clientes da concessionária em Nevada.

 

Ainda segundo o Business Insider, a NV Energy tem estratégia de gerar 50% de toda a sua energia a partir de fontes renováveis até 2030.


A meta, na verdade, atende a uma lei estadual que a concessionária precisa cumprir no período.


Pelo lado do Las Vegas Raiders, além da energia verde, 12 toneladas de resíduos alimentares gerados durante o Super Bowl foram recuperados como ração animal e recortes de grama e bitucas de cigarro seguiram para compostagem e reciclagem energética.



Fonte: Fotovot

Comments


bottom of page