top of page

Suno aloca R$ 50 milhões para construção de usinas de GD solar

Gestora está construindo usinas no Ceará, Pernambuco e Minas Gerais.

A Suno Asset, gestora de recursos do grupo Suno, anunciou a conclusão da alocação dos R$ 50 milhões captados em uma oferta 400 — aberta a investidores comuns — para investir em projetos fotovoltaicos, por meio de fundo imobiliário do mercado com investimentos em energia limpa batizado de SNEL11.


Imagem: Divulgação


Com o montante, a Suno adquiriu terrenos localizados em Amontada (CE), Petrolina (PE) e João Pinheiro (MG) para instalação de usinas solares de geração distribuída.


Com obras já iniciadas e término previsto para dezembro deste ano, segundo a Suno, em João Pinheiro o projeto inclui duas usinas solares com potência instalada total de 3,4 MW.


Em Petrolina, serão quatro usinas solares com potência instalada de 1,3 MW cada, conectadas na rede da Celpe.


Já em Amontada, no Ceará, o fundo realizará a construção de uma usina com potência de 1,2 MW, utilizando rede da Enel-CE.


Para a Suno, a intenção com o fundo SNEL11 é se consolidar no desenvolvimento e na democratização de um fundo com foco em geração distribuída de energia, combinando atividade de alto retorno e eficiência às teses sofisticadas, antes só acessíveis a investidores qualificados por meio de FIPs.


O retorno médio projetado é de 25% ao ano para os primeiros 11 anos do fundo — os terrenos são arrendados pela gestora por 25 anos.


Após esse período, os módulos solares passam a pertencer à Suno, que fechará parcerias com comercializadoras de energia.


Além disso, embora o foco do fundo seja em projetos solares, o pipeline permite ainda a diversificação de investimentos no mercado energético, sendo possível incluir outras fontes, como eólica e biogás.


Fonte: Fotovolt



Comments


bottom of page