top of page

Solar e eólica acrescentaram quase 8 GW de capacidade em 2023

As novas usinas solares fotovoltaicas já adicionaram 3,36 GW. Parques solares e eólicos respondem por 89,9% da nova energia acrescentada até 17 de novembro.

Imagem: Divulgação


As energias renováveis variáveis mantêm a predominância nas novas capacidades que entraram em operação no País neste ano.


Do total de 7.984,40 MW acrescentados até 17 de novembro, segundo acompanhamento da Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, 89,9% são das fontes eólica e solar, com 7.180,72 MW entrando em operação no acumulado do ano.


As 82 novas usinas solares fotovoltaicas instaladas durante esse período responderam por 3.336,12 MW de capacidade, enquanto 107 novos parques eólicos com os restantes 3.844,60 MW instalados.


Já a fonte hídrica acrescentou apenas 159,60 MW durante o ano, até 17 de novembro, com 13 usinas, sendo 10 PCHs e uma CGH.


As usinas termoelétricas responderam por 644,07 MW, com a entrada em operação de 31 plantas, sendo 21 com combustível fóssil e as dez restantes, a biomassa.


A ampliação se deu em 19 estados brasileiros, segundo a Aneel, elevando a capacidade total do País para 196.675,9 MW de potência instalada.


Nos dados até outubro, em ordem decrescente, adicionaram mais capacidade os estados do Rio Grande do Norte (1.957,1 MW), Bahia (1.934,0 MW) e Minas Gerais (1.815, 7 MW).


Apenas em outubro, o Rio Grande do Norte obteve o maior salto, de 161,4 MW, seguido de perto pelo Piauí (153,9 MW), Bahia (152,5 MW) e por Pernambuco (150 MW).


Fonte: Fotovolt

bottom of page