Segurança na instalação e manutenção nos painéis fotovoltaicos

A instalação e a manutenção de sistemas térmicos e fotovoltaicos de energia solar requerem que os instaladores desenvolvam atividades que os expõem a possíveis riscos de acidentes.


Para evitar acidentes, recomenda-se que os instaladores executem as tarefas de maneira segura, tomando como referência um conjunto de ações que diminuem os riscos ou perigos de cada etapa da instalação e manutenção de um sistema de energia solar.


Imagem: limpasolar.com


As literaturas especializadas em segurança do trabalho indicam que os acidentes ocorrem por ato inseguro do trabalhador ou condição insegura no local de trabalho.


Entende-se por ato inseguro, situações em que o instalador assume os riscos e executa os serviços de forma contrária às normas de segurança; está sob efeito de álcool ou drogas; não usa os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) de maneira correta ou utiliza EPIs em mau estado de conservação. Já a condição insegura consiste em um local de trabalho que não propicia condições adequadas para a execução dos serviços.



No caso dos sistemas de aquecimento solar, por exemplo, ao se instalar o Aquecedor Solar de Baixo Custo (ASBC), os acidentes podem ocorrer tanto por ato inseguro quanto por condição insegura, em duas situações distintas: instalação elétrica e trabalho em altura.


EPIs indicados para trabalho em altura. Recomenda-se que o instalador utilize somente EPIs aprovados pelo Ministério do Trabalho e Emprego e que possuam Certificado de Aprovação.


Imagem: limpasolar.com


Na instalação do ASBC, o instalador se expõe ao risco de sofrer um acidente com eletricidade – e levar um choque elétrico – ao conectar o dimmer no circuito elétrico do chuveiro já instalado ou ao substituir o chuveiro elétrico tradicional por um chuveiro eletrônico.


Para evitar esse tipo de acidente, recomenda-se que em ambas as situações o instalador desligue os disjuntores do circuito elétrico que protege a rede do chuveiro.


Essas mesmas recomendações são válidas para a instalação de sistemas fotovoltaicos on-grid em residências.


Nesse tipo de trabalho, os riscos de se tomar um choque elétrico são maiores, pois o serviço envolve a instalação elétrica das placas fotovoltaicas, dos inversores, das caixas de comando e a conexão do sistema à rede elétrica.



Nos trabalhos em altura, o instalador está exposto ao perigo de queda ao instalar as placas solares e o reservatório térmico do ASBC no telhado ou na laje.


Imagem: limpasolar.com


Essa queda pode ocorrer, por exemplo, por desequilíbrio, escorregão em superfície úmida, quebra de telha, torção do pé, pisada em falso etc.


Para evitar essas situações, recomenda-se ao instalador o uso de EPIs em bom estado de conservação.


Vale ressaltar que esses mesmos cuidados devem ser tomados caso o instalador retorne ao local para realizar manutenção no sistema de aquecimento solar.


Imagem: limpasolar.com


Caso a instalação seja de painéis fotovoltaicos, além das orientações listadas, é necessário planejar como esses dispositivos serão içados com segurança para o telhado ou laje das residências, por meio de equipamentos específicos para essa finalidade.


Além disso, deve-se averiguar se o telhado suporta o peso dos painéis e da estrutura utilizada para fixá-los, bem como o peso dos instaladores, que normalmente trabalham em dupla.


Fonte: www.limpasolar.com.br