top of page

RN ganha 1º Centro de Excelência em Formação para H2V do Brasil

Laboratório para aulas e experimentos funciona no Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis do Senai-RN.

 

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e a agência de cooperação alemã GIZ inauguraram na quinta-feira, 29 de fevereiro, o Centro de Excelência em Formação Profissional para Hidrogênio Verde.


Imagem: Divulgação


A estrutura inclui estações de ensino capazes de mostrar em condições reais de operação desde a geração de energias renováveis para produção de hidrogênio verde até a obtenção e a aplicação prática do produto.

 

O laboratório implantado para aulas, experimentos e outras atividades voltadas à educação vai funcionar no Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER), do Senai-RN, em Natal.


A instalação possui sistemas experimentais de produção do hidrogênio, alimentados por módulos de energia solar e um microgerador de energia eólica, que possibilitam a realização de cursos com diferentes níveis de complexidade.


A expectativa, segundo a instituição, é de que os primeiros cursos sejam lançados neste semestre.

 

Uma frota de carros em miniatura é abastecida, no local, com o chamado “combustível do futuro”.


São cinco modelos Fcat - Fuel Cell Automotive Trainer ― automóveis de treinamento movidos a células de combustível, que têm o hidrogênio como fonte de energia ― em meio às inovações disponíveis para o ensino sobre aplicações práticas do produto.


A tecnologia tem origem na Alemanha. Especialistas da Heliocentris, empresa do país europeu responsável pelos equipamentos, estruturaram o laboratório em conjunto com o Senai.

 

Brasil-Alemanha – O Projeto H2Brasil, que deu origem ao Centro de Excelência para formação de profissionais para o setor, também viabilizou a implantação de cinco hubs regionais de educação e treinamento em centros especializados do Senai no Ceará, Paraná, Bahia, São Paulo e Santa Catarina.


O CTGAS-ER foi definido como centro de excelência e líder técnico da iniciativa pela experiência que acumula no setor de energias renováveis e na inserção do gás natural na matriz energética brasileira, assim como pela localização no estado brasileiro que mais produz energia eólica, uma das fontes utilizadas para produção de hidrogênio verde.


O desenvolvimento dos laboratórios e o treinamento das equipes de instrutores/as nos seis estados receberam um total de 2,6 milhões de euros em investimentos, o equivalente a R$ 14 milhões.

 

O H2Brasil integra a cooperação entre os governos do Brasil e da Alemanha para o Desenvolvimento Sustentável e é implementado pela Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) e pelo Ministério de Minas e Energia (MME), financiado pelo Ministério Federal da Cooperação Econômica e do Desenvolvimento (BMZ) da Alemanha.


“Esse é um projeto fruto do potencial do Brasil para produção de energia verde e as atividades realizadas nos últimos três anos foram muito bem sucedidas”, disse o vice-presidente do Projeto H2Brasil, Andrej Frizler, em discurso no evento, avaliando que “a parceria com o Senai foi muito importante para prepararmos a capacidade humana que irá sustentar o crescimento da indústria do hidrogênio”.

 

Fonte: Fotovolt

Comments


bottom of page