top of page

Prumo e SPIC assinam acordo para avaliar renováveis no Porto do Açu

Memorando de entendimento envolve estudos de viabilidade para solar, eólica e hidrogênio verde e azul.

Imagem: Divulgação

A Prumo Logística e a geradora chinesa SPIC Brasil assinaram memorando de entendimento (MoU, na sigla em inglês) para desenvolver projetos de geração de energia renovável onshore e offshore no Porto do Açu, localizado no Rio de Janeiro e controlado pela Prumo.


O acordo inicial visa a elaboração de estudos de viabilidade para projetos da fonte solar fotovoltaica, de eólica offshore e de unidades de produção de hidrogênio verde e azul (que utiliza gás natural, mas com captura de carbono).


“Já somos sócios (da SPIC) na construção do parque de geração de energia a gás natural da GNA no Açu.


A ampliação da parceria com a SPIC, referência mundial na geração de energia renovável de grande porte, comprova que estamos no caminho certo para transformar o Açu no porto da transição energética do Brasil”, afirmou o CEO da Prumo, Rogério Zampronha.


A ideia com os projetos solares e eólicos offshore no porto é principalmente alimentar de energia renovável as previstas unidades de eletrólise para a produção de hidrogênio verde, que devem sair no longo prazo no local, aproveitando a localização considerada estratégica do Açu.


O porto é próximo aos centros de consumo de energia e está em uma região com alta incidência de ventos no mar, com cerca de 33 GW em projetos eólicos offshore em licenciamento ambiental. Além disso, tem boa incidência de radiação solar.:


Fonte: Fotovolt


Commentaires


bottom of page