top of page

Produtor de café aumenta produtividade com energia solar

Com um total de 401,1 kWp de quatro usinas, produtor capixaba projeta aumento de até 15% na colheita.

Está aumentando a opção pela energia solar fotovoltaica por grandes produtores agrícolas no Brasil como forma de economia de gastos com energia e ganhos de produtividade.


Imagem: Divulgação


Segundo dados da Aneel, houve uma alta de 63% na instalação de sistemas fotovoltaicos em propriedades rurais.


Em 2021, 42,9 mil sistemas de energia solar foram instalados, frente a 70,2 mil em 2022. Já a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) aponta que de um total de 27,8 mil MW de potência instalada em energia solar no Brasil, 1,3 mil MW estão instalados em propriedades rurais, o que representa 14,4%.


Esse aumento pela opção solar ocorreu, por exemplo, com um produtor de café da cidade de Vila Valério, no Espírito Santo, Rodrigo Colombi Frota, que contratou a instalação de quatro usinas da integradora Solarprime, franquia que opera em todo o Brasil.


Em propriedade de 440 hectares, foram implementadas quatro usinas solares com um total de 872 módulos solares de 460 watts, somando 401,1 kWp de potência instalada.


Três das instalações têm estimativa de geração de aproximadamente 13,5 mil Kwh/mês, construídas em uma área de aproximadamente 800 m² e a quarta, um pouco menor, vai gerar cerca de 7,8 mil kWh/mês, construída em uma área de 500 m².


Instaladas em diferentes pontos da fazenda, as usinas suprem toda a energia necessária para o funcionamento das bombas de irrigação da lavoura e secadores de café em períodos de colheita.


Além da autossuficiência, o projeto aumentou a produção de café, gastando menos energia.


A expectativa do proprietário rural é ter um ganho na produção de café de algo em torno de 10% a 15%, com estimativa de colher em 2024 algo em torno de 2 a 3 mil sacas de café a mais, o que poderá gerar um caixa excedente de até R$ 1,5 milhão a mais.


“O investimento em energia solar é muito vantajoso, pois o payback é extremamente rápido e após isso, calculo que teremos uma economia de até 95% na conta de energia”, disse Rodrigo Colombi.


A economia mensal é de aproximadamente R$ 46 mil na conta de energia.


Fonte: Fotovolt


bottom of page