top of page

Prime Energy Contrata mais três UFVs com a GreenYellow

Com capacidade total de 16,93 MWp, usinas solares serão utilizadas para negociações de geração distribuída compartilhada.

  

A francesa GreenYellow vai construir e operar mais três usinas solares fotovoltaicas para a Prime Energy, empresa do grupo Shell e que “comercializará” a energia.


Imagem: Divulgação


As novas plantas de geração distribuída vão ter capacidade instalada total, juntas, de 16,93 MWp, com previsão de gerar 34.800 MWh por ano.

 

Duas usinas serão construídas no estado do Piauí, nos municípios de Castelo do Piauí (6,80 MWp) e Lagoa do Piauí (6,74 MWp), enquanto a terceira será em Birigui (3,39 MWp), no estado de São Paulo.


Os empreendimentos no estado piauiense estão dentro da área de cobertura da Equatorial PI e o do interior paulista estará na área de concessão da CPFL Paulista.

 

A Prime Energy mira, com as novas usinas, negociações no modelo de geração distribuída compartilhada.


“Planejamos operar 100 MWp de geração descentralizada ainda em 2024, o que deve nos posicionar como um dos maiores players de GD compartilhada do Brasil, com operação em 14 concessionárias”, disse o CEO da empresa, Guilherme Perdigão..

 

A GreenYellow é responsável pelo investimento, construção, operação e manutenção das usinas após a conexão.


Cada nova usina que será implementada – no segundo semestre de 2023 foram anunciadas mais quatro para a Prime Energy – gera cerca de 50 empregos diretos.


Segundo cálculos da empresa, os 16,93 MWp contratados são equivalentes ao abastecimento de mais de 17.800 residências e seriam capazes de evitar a emissão de mais de 1.400 toneladas de CO2, no período de um ano.

 

Fonte: Fotovolt

Comments


bottom of page