top of page

O Crescimento da Energia Solar no Brasil

O setor de energia solar tem vivenciado um crescimento nos últimos anos, à medida que consumidores residenciais reconhecem os benefícios de adotar sistemas fotovoltaicos para reduzir suas contas de energia e minimizar seu impacto ambiental.



No entanto, apesar desse sucesso, muitos integradores ainda não exploraram totalmente o potencial desse mercado, limitando-se a vender e instalar sistemas em residências, deixando de lado outros elos cruciais na cadeia.


No cenário atual de 2023, muitas empresas do setor industrial estão buscando alinhar suas operações com os princípios ESG (ambientais, sociais e de governança) como nunca antes.


No Brasil, essas empresas estão fazendo esforços significativos para encontrar soluções que reduzam suas emissões de carbono, demonstrando seu compromisso com o meio ambiente e ganhando reconhecimento no mercado como marcas preocupadas com o futuro do planeta.


De acordo com dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), o setor industrial brasileiro já instalou mais de 1,68 GW em geração distribuída solar desde o início da expansão da fonte no país.


Destaque para os números deste ano, com mais de 446 MW instalados somente entre janeiro e setembro, representando um aumento de 43,8% em comparação com o mesmo período de 2022, que registrou 310 MW.


O setor do agronegócio também não fica para trás, pois está buscando ativamente soluções sustentáveis e energias renováveis para economizar recursos, o que, por sua vez, permite investimentos em maquinários e outros equipamentos essenciais.


Esse movimento reflete a crescente conscientização sobre a importância da sustentabilidade e o impacto positivo que as energias limpas podem ter nos resultados financeiros das empresas agrícolas.


Em resumo, o setor de energia solar no Brasil está em plena ascensão, com uma expansão considerável tanto na indústria quanto no agronegócio.



Essas tendências demonstram um compromisso crescente com a sustentabilidade e a adoção de energias renováveis, impulsionando não apenas a redução de custos, mas também a contribuição para um futuro mais verde e econômico.


Investir em Energia Solar: Uma Oportunidade Real para Economizar


Em 2022, um sistema de 10,4 kilowatt pico custava 47.500 reais, porém, agora, esse mesmo sistema pode ser adquirido por 32.900 reais.


Além disso, o sistema, que originalmente projetava uma economia de 1.020 reais por mês em 2023 devido à revisão tarifária da distribuidora, já está proporcionando uma economia ainda maior, atingindo 1.170 reais por mês.


Enfatiza que o financiamento bancário é uma opção atraente para viabilizar esse investimento.


Em 2022, um financiamento em 36 vezes resultava em uma prestação de 1.780 reais, mas atualmente a prestação é de apenas 1.129 reais, o que é menor do que a economia de energia proporcionada pelo sistema solar.


Ele também ressalta que se alguém optar por financiar o projeto em 60 vezes, a economia será ainda maior, pois a prestação será substancialmente inferior ao valor economizado.


Para ilustrar a vantagem desse investimento os custos com energia continuam a subir, partindo de 1.120 reais.


No entanto, ao financiar o projeto de energia solar, os custos permanecem estáveis por 31 anos, após os quais o consumidor só precisa pagar a taxa mínima.


Essa abordagem oferece uma oportunidade fantástica para investir em energia solar, tornando-se uma realidade econômica ao longo do tempo.


Essa oportunidade não é um truque, mas sim uma realidade concreta que ele está disposto a demonstrar.


Portanto, ele encoraja as pessoas a considerarem seriamente o investimento em energia solar neste momento.


bottom of page