top of page

Intersolar Summit terá edição na região Sul

Evento será realizado em Porto Alegre, RS, e tratará de temas regionais relacionados à energia solar e armazenamento de energia para sistemas off grid e agricultura.

Nos dias 7 e 8 de novembro, será realizada a primeira edição do Intersolar Summit na região Sul do Brasil.



O evento, que vai acontecer em Porto Alegre, RS, no Centro de Eventos Fiergs, terá formato de congresso e exposição e contará com a participação de especialistas renomados e debates entre executivos do setor.


“São esperados cerca de 50 expositores. No Sul, aplicações voltadas para a agricultura estão entre os temas mais importantes”, disse Florian Wessendorf, diretor geral da Solar Promotion International, empresa alemã que organiza a série de eventos da Intersolar no Brasil em parceria com a Freiburg Management and Marketing International e a Aranda Eventos.


“Muitas comunidades não estão conectadas às redes, e sistemas solares e soluções de armazenamento de energia desempenham um papel importante nesse tipo de contexto”, completou o executivo.


Wessendorf anunciou o Summit de Porto Alegre nesta terça, 18 de abril, primeiro dia do Intersolar Summit Brasil Nordeste, evento de dois dias que aconteceu Fortaleza, CE.


Segundo o diretor, eventos regionais são importantes para conhecer as necessidades específicas das localidades.


“No Intersolar Brasil Summit Nordeste, por exemplo, 90% dos participantes são do Ceará ou dos estados vizinhos, e esperamos exatamente o mesmo para o Sul”.


Esta terceira edição do Intersolar Summit Brasil Nordeste contou com aproximadamente 100 expositores (o dobro da edição anterior), mais de 3000 visitantes e cerca de 40 palestrantes e 500 congressistas.


Além da energia solar, o evento teve como foco o hidrogênio verde e armazenamento de energia. “No Nordeste e, principalmente, no estado do Ceará, o tema hidrogênio verde é muito importante e um impulsionador das energias renováveis”.


Segundo o diretor, o gás natural está ficando muito mais caro e tem incentivado a produção de hidrogênio verde em vários países. “Faz mais sentido produzir hidrogênio verde onde a eletricidade é relativamente barata.


Então, quando estamos falando de energias renováveis, isso ocorre nas áreas onde há muito sol ou vento. Além disso, o hidrogênio verde pode ser usado para produzir amônia, utilizada para fertilizantes.


E sabemos que há uma forte dependência do Brasil por fertilizantes de outros países, como a Rússia. Então, podem fazer sentido projetos para produção de amônia e de fertilizantes também”, concluiu Wessendorf.


Entre o Summit Brasil Nordeste, realizado agora, e o Summit Brasil Sul, em novembro, acontecerá este ano também o grande congresso e feira Intersolar South América, No Expo Center Norte em São Paulo, de 29 a 31 de agosto.


Fonte: Fotovolt


Kommentare


bottom of page