top of page

Integração da Energia Solar na Arquitetura: Veja Algumas


A energia solar fotovoltaica já é uma realidade no Brasil. Com a regulamentação da geração distribuída pela Agência Nacional de Energia Elétrica, a ANEEL, mais e mais pessoas estão gerando sua própria energia, através da irradiação solar.


Atualmente no Brasil, mais de 11.000 unidades consumidoras já geram a própria energia com o sistema solar fotovoltaico.


Imagem: Divulgação


Com isso surge um novo desafio aos engenheiros civis e arquitetos, que é de integrar a energia solar nos projetos de construção de novos empreendimentos e reformas em casas e prédios já existentes.


Por ser uma realidade recente no Brasil, há poucas alternativas em nosso mercado. Mas em outros países, onde a energia solar fotovoltaica para geração distribuída já é utilizado há alguns anos, existem ótimas soluções para gerar a própria energia e ainda deixar seu imóvel mais atraente visualmente.


O objetivo desse artigo é apresentar algumas possíveis aplicações da energia solar para você saber o que já é possível e, quem sabe, aplicar alguma delas em seu imóvel.


O modelo tradicional


A forma mais prática de instalar os módulos fotovoltaicos em um imóvel é fixando perfis de alumínio em cima do telhado, também conhecido como trilhos, e instalando os módulos sobre esses trilhos.


Esse é o modelo mais utilizado por se adequar melhor em imóveis já construídos. Nesses casos pode-se utilizar a própria inclinação do telhado ou produzir uma inclinação ideal com outros componentes.


Essa escolha normalmente é feita pelo engenheiro que irá dimensionar seu sistema solar fotovoltaico.


Outra vantagem dessa forma de instalação é que há soluções para qualquer tipo de telha utilizada no mercado e que ao instalar os módulos sobre os trilhos você não terá o risco de infiltrações.


A principal desvantagem desse formato é que se você estiver construindo você terá o custo do telhado e do sistema solar fotovoltaico e, caso seu projeto integrasse o telhado com os módulos, você poderá ter uma redução significativa de custos.


Integração telhado e módulos


Imagem: Divulgação



Imagem: Divulgação


Para aqueles que gostam de inovação, uma possibilidade interessante é a integração do telhado com os módulos, substituindo as telhas pelos próprios módulos.


Além de criar um visual bonito para a residência ou empresa, reduz o custo com o telhado.


Claro que nessas condições algumas questões devem ser levada em consideração, como o cuidado com a vedação para não haver infiltrações.


Esse tipo de integração não é comum no Brasil, mas em países da Europa e nos Estados Unidos a técnica é mais usual.


No município de Friburgo na Alemanha, por exemplo, há um bairro solar, o Schlierberg, onde todas as casas produzem sua própria energia e todo o telhado das residências são substituídos por grandes painéis solares.


Com isso o bairro projetado pelo arquiteto alemão Rolf Disch produz quatro vez mais energia do que consome.


No Brasil como não é possível comercializar a energia excedente, apenas acumular créditos para ser utilizado em até 60 meses, a substituição total do telhado por painéis fotovoltaicos ainda não vale a pena na maioria dos casos.


Mas quem sabe um dia podemos chegar à essa realidade.


Fonte: linkedin.com




bottom of page