top of page

Importância do uso de EPIs na Limpeza solar


Diante de tantos riscos presentes no ambiente de trabalho, o uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual) vem se tornando cada vez mais importante para manter a saúde e bem-estar dos colaboradores.


Por serem obrigatórios, eles geram intensos debates entre os trabalhadores e acabam sendo esquecidos ou deixados de lado por quem mais precisa de sua proteção.


Mas a verdade é que em apenas um segundo, um EPI utilizado corretamente pode evitar ou minimizar danos para a vida toda, ou até mesmo acidentes fatais.


Homens sofreram descarga elétrica e despencaram do telhado do empreendimento.


No começo do mês, dois homens que trabalhavam em cima do telhado de um estabelecimento, localizado em Ipiraí – povoado do município de Capela do Alto Alegre (BA) – foram vítimas de uma descarga elétrica durante a instalação de painéis solares, segundo informações do site Interior da Bahia.


Relatos apontam que o acidente aconteceu quando o módulo tocou no fio de alta tensão da rede elétrica, nas proximidades do empreendimento, ocasionando o choque que levou ambos a despencarem do teto.


Uma das vítimas veio a óbito no local e a outra foi socorrida com vida para o hospital.


A Limpa Solar tentou contato com a polícia civil de Capela do Alto Alegre para obter o laudo do acidente, mas não obteve retorno até o fechamento desta reportagem.


Diante do ocorrido, o alerta que fica é sobre a importância de equipamentos adequados e profissionais capacitados na hora da instalação de sistemas fotovoltaicos. É o que enfatizou Sérgio Santos, engenheiro eletricista da MPS Energia.


“Esta notícia é duplamente trágica, pela morte em si, mas também porque tal fato foi previsto e alertado por inúmeros profissionais da área elétrica.


Imagem: Divulgação


Serviços próximos à rede de distribuição de energia vitimam pintores, pedreiros e outros trabalhadores não qualificados para serviços com eletricidade”, disse.


“Este caso tem como agravante envolver profissionais que deveriam obrigatoriamente saber dos riscos envolvidos e estar preparados para eles.


Mais trágico ainda, outros acidentes como este ainda acontecerão, mas podemos evitá-los através de muita informação”, ressaltou Santos.


De acordo com o especialista, o principal cuidado na instalação de painéis solares, em termos de segurança pessoal, é evitar o contato dos instaladores, das suas ferramentas e dos próprios módulos e suas infraestruturas, com a eletricidade.



Quais são os tipos de EPIs mais comuns?


Existem diversos tipos de EPIs destinados a cada uma das áreas de trabalho que oferecem riscos à saúde e segurança dos colaboradores.


Dessa forma, a NR6 criou uma lista para elencá-los de acordo com as necessidades de cada parte do corpo. Veja, de maneira geral, como fica essa divisão:


EPI para proteção da cabeça: capacetes, capuz ou balaclava;

EPI para olhos e face: óculos, protetor facial e máscara de solda;

EPI para proteção auditiva: protetor auditivo;

EPI para proteção respiratória: respirador purificador de ar não motorizado ou motorizado, respirador de adução de ar comprimido, máscaras respiratórias e respirador de fuga;

EPI para tronco: vestimentas e coletes à prova de balas;

EPIs para membros superiores: luvas, creme protetor, mangas, braçadeiras e dedeiras;

EPIs para membros inferiores: calçado, meia, perneira e calça;

EPIs para corpo inteiro: macacão e vestimentas de corpo inteiro;

EPIs para proteção contra quedas com diferença de nível: cinturão de segurança com dispositivo trava-queda ou talabarte.



“Por isso deve-se solicitar auxílio às concessionárias, que podem isolar os condutores da sua rede, além da necessidade do uso, imprescindível, de EPC (Equipamento de Proteção Coletiva) e EPI (Equipamento de Proteção Individual) adequados ao nível de tensão da rede próxima onde será realizado o trabalho”, concluiu.


Comments


bottom of page