top of page

Engie adquire cinco complexos solares da Atlas no Brasil

Com a aquisição total das ações da empresa no País, grupo assume 545 MW de capacidade instalada solar em três estados.

Imagem: Divulgação


A Engie anunciou a aquisição integral das ações da Atlas Energia Renovável do Brasil, operação que envolverá a transferência para o grupo francês de 545 MW de capacidade instalada em cinco complexos solares fotovoltaicos da Atlas na Bahia, Ceará e Minas Gerais.


Os projetos, todos em operação, têm capacidade comercial de geração de 145 MW médios e 142,2 MW médios de volume de energia vendido.


O valor total da negociação envolve cerca de R$ 3,2 bilhões, sendo R$ 2,26 bilhões em desembolso e os restantes aproximados de R$ 971 milhões em transferência de dívida.


Segundo comunicado da Engie, os valores envolvidos poderão ser ainda modificados (earn-out), de acordo com o atingimento de determinadas condições previstas no contrato.


Também será necessária a aprovação pelo Cade - Conselho Administrativo de Defesa Econômica.


Os complexos solares na Bahia são o Juazeiro, de 120 MW de capacidade instalada (foto), na cidade de mesmo nome, em operação desde fevereiro de 2019; o São Pedro, de 54 MW, inaugurado em novembro de 2018 no município de Bom Jesus da Lapa; e o Sertão Solar, em Barreiras, de 90 MW, funcionando desde dezembro de 2019.


Os três têm energia contratada no mercado regulado, os dois primeiros em leilão de energia de reserva e o terceiro em leilão de energia nova.


No Ceará, a Engie assumirá o complexo Sol do Futuro, de 81 MW, no município de Aquiraz e em operação desde maio de 2019, com energia contratada em leilão de energia de reserva.


Já em Minas Gerais está o mais novo empreendimento da Atlas, o Lar do Sol, no município de Pirapora, que entrou em operação em março deste ano, com 200 MW de capacidade instalada e o único dos projetos com energia 100% comercializada no mercado livre.


Fonte: Fotovolt



コメント


bottom of page