Como limpar seus painéis corretamente

Algumas pessoas têm dúvidas quando pensam em adquirir um sistema fotovoltaico para seus imóveis residenciais, comerciais ou, ainda, para a produção rural. Afinal, será que a manutenção é difícil e tem um alto custo?



Já adiantamos a resposta: não! A manutenção preventiva dos sistemas fotovoltaicos é muito simples e você mesmo pode fazê-la.


No post de hoje, portanto, você vai tirar de vez essa dúvida e aprender como cuidar das suas placas solares! Acompanhe.


Como o proprietário deve realizar a manutenção preventiva dos sistemas fotovoltaicos?


Em primeiro lugar, você precisa ter em mente a importância da manutenção preventiva para o pleno funcionamento do sistema fotovoltaico, ou seja, para que ele continue funcionando com a máxima eficiência.



Mas, o que pode atrapalhar a eficiência das placas? Muita poeira acumulada e a ação de animais, como pássaros e pombos, por exemplo.


Dessa forma, a irradiação solar é absorvida com dificuldade e o sistema pode perder parte de sua eficiência.


Nesse caso, a manutenção é bem simples: basta realizar uma limpeza nas placas solares com água e pano a cada 4 meses, ou sempre que passar muito tempo sem chover e elas começarem a ficar empoeiradas.



Você também pode utilizar um instrumento de limpeza com cerdas macias e não abrasivas,

que vc adquiri na limpezasolar.com


Não use nenhum produto químico e nem pressurizador com jato direto nas placas – nesse caso, deve-se utilizar as escovas giratórias próprias para a higienização.


Além dessa limpeza periódica, você também pode verificar alguns itens que compõem o sistema fotovoltaico, o que vai ajudar a identificar alguma possível avaria e a chamar rapidamente a assistência técnica, caso seja necessário.



Então, além de realizar a limpeza das placas, verifique:


O estado geral do inversor;


Os vedantes das tampas de caixas e entradas de cabos;


A existência de possíveis cabos danificados e desligue e ligue o inversor para se certificar se ele está funcionando corretamente.


Lembre-se que, em caso de encontrar algum problema, é preciso entrar em contato com a assistência técnica; não é recomendado que você mexa no sistema sem o auxílio de profissionais, combinado?



Recomendamos que, se o seu sistema é de grande porte, uma vez por ano, você deve entrar em contato com a empresa com a qual adquiriu a tecnologia para que ela realize uma manutenção preventiva dos sistemas fotovoltaicos, de forma mais aprofundada.


Nesse caso, a empresa pode realizar alguns procedimentos, tais como a verificação:


Das proteções elétricas;


Do estado do inversor, bem como limpeza da ventilação do inversor;


Do estado dos painéis e de todas as suas ligações;


Do estado de todos os cabos e terminais e reaperto de parafusos e ligações;


Das baterias, caso o seu sistema fotovoltaico contemple uma. Em geral, grande parte dos sistemas de energia solar, por fazer parte do sistema de geração distribuída (ou seja, são ligados à distribuidora de energia da região), não precisa de baterias.


Já em lugares mais remotos, sem acesso à eletricidade, como na zona rural, por exemplo, elas são necessárias para armazenar a energia produzida.



Assim como todos os bons investimentos e produtos que visam facilitar a rotina necessitam de prevenção e manutenção, o sistema fotovoltaico também precisa desse cuidado.


Para que a sua vida útil e máxima eficiência – que gira em torno de 30 anos – seja preservada, e você continue tendo excelentes retornos financeiros.


Afinal, não é com toda solução que a sua conta de energia pode ter uma redução de até 95%, não é mesmo?


Todos os produtos da limpezasolar.com é seguro para uso em seus painéis. Ele pode ser adquirido por meio do nosso site.


Fonte: limpezasolar.com


0 visualização0 comentário