top of page

China inicia operação de unidade de H2V com solar de 300 MW

Projeto é o primeiro do país, que pretende se tornar referência na produção com combustível renovável.

Entrou em operação no fim de junho na cidade de Kuqa, região autônoma Uigur, em Xianjiang, na China, uma unidade de produção de hidrogênio verde (H2V) integrada e alimentada pela energia gerada por usina solar fotovoltaica de 300 MW de potência e capacidade para gerar 618 GWh por ano.


Imagem: Divulgação


Liderado pela New Star, subsidiária da estatal chinesa de energia Sinopec, trata-se do primeiro projeto do gênero no país asiático, que envolveu investimento de US$ 2,4 bilhões.


A unidade de eletrólise da água tem capacidade de produzir 20 mil toneladas de hidrogênio verde por ano e instalações para armazenar 210 mil metros cúbicos de hidrogênio, além de rede de transporte por gasodutos para movimentar 28 mil metros cúbicos por hora do combustível renovável.


O projeto pioneiro é considerado como modelo a ser replicado em estratégia chinesa de se tornar protagonista na produção de hidrogênio verde.


A produção de Kuqa será voltada para a indústria química e petroquímica Tahe Refining & Chemical, também do grupo Sinopec, em um planejamento de substituir a eletricidade à base de combustíveis fósseis hoje utilizada para a produção de hidrogênio utilizada pela empresa.


Isso deve evitar a emissão de 485 mil toneladas de dióxido de carbono por ano.


Fonte: Fotovolt



bottom of page