top of page

CGN Brasil vai construir complexo solar no Ceará

Lagoinha, de 195 MWp, será o primeiro projeto greenfield do grupo e começará a ser construído em 2024.

  

Imagem: Divulgação


A chinesa CGN Brasil divulgou que começará, no primeiro trimestre de 2024, as obras do complexo solar Lagoinha, no município de Russas, no Ceará.


Com 195 MWp de potência instalada, trata-se do primeiro projeto greenfield do grupo, que já opera o complexo solar Nova Olinda, no Piauí, de 292 MW (foto), e o complexo Lapa, na Bahia, com capacidade total de 158 MW, ambos comprados de terceiros.

 

Sob investimento de R$ 650 milhões, o novo complexo ocupará uma área de 304 hectares com a instalação de 337.792 módulos solares fotovoltaicos, com capacidade de geração de 370 GWh por ano.


Durante as obras, a estimativa é gerar mais de 700 empregos diretos e indiretos. A previsão de entrada em operação é no segundo trimestre de 2025.

 

Para o CEO da CGN Brasil, Yao Zhigang, a expansão da empresa na produção de energia renovável deve continuar em 2024, com novos projetos que incluem também a produção de hidrogênio verde.


“O complexo solar fotovoltaico Lagoinha é mais um projeto greenfield desenvolvido pela CGN Brasil, o primeiro solar, e trará muitos benefícios para a região”, afirma Zhigang.

 

Além das duas usinas solares, a empresa já tem hoje sete usinas eólicas em operação no Brasil, que juntas somam uma capacidade de mais de 1.444 MW.


Segundo comunicado da empresa, essa geração a coloca entre as dez maiores geradoras de energia renovável do País.


Fonte: Fotovolt

 

Comments


bottom of page